Estatísticas sobre economia, demografia, geografia e às vezes alguma coisa mais!

IPARDES divulga projeções populacionais para 2010 e 2020


Hoje o IPARDES divulgou projeções de população para todos os municípios do Paraná para os anos de 2010 e 2020.

Os dados de Francisco Beltrão estão na tabela abaixo (clique na imagem para ampliá-la).

Projeção 2010_2020 Francisco Beltrão

Nem precisa dizer que a projeção é furada e foi feita por um computador, sem grande precisão. Reparem por exemplo na faixa dos 15-19 e dos 20-24. No mundo real, aqui no Paraná, só as grandes cidades mantém-se com a mesma proporção na transição entre as duas faixas. No resto do estado, em uns 380 municípios aproximadamente, o normal é uma retração fortíssima na transição entre as duas faixas, o que nem ocorre nas projeções.

Essas previsões levam em conta o período de 1970-2000 pra fazer as contas. Esquecem de certos fatores como o crescimento do PIB acima de 9% a.a. entre 2000-2004 pra mesorregião de Francisco Beltrão, taxa que é quase 4 vezes o que o país cresceu no mesmo período e comparável às taxas chinesas, ou então a evolução na estrutura urbana que os municípios do sudoeste tiveram nesses últimos anos, com a criação de diversas faculades e vinda de estudantes de outras regiões pra estudar aqui, o acelerado processo de industrialização dos pequenos municípios, o impacto positivo dos programas do governo para o pequeno agricultor sobre as taxas de crescimento da população rural. Quer dizer, são muitos fatores que antes não existiam e que agora existem, corroborando com a minha tese particular que ao invés da aceleração a redução da nossa população, houve um movimento tendente à estagnação.

Ah, enfim, crer que nossa população vai estar estagnada entre dois censos e vai cair 10% no censo seguinte, é demais. Esperem até 31 de agosto, dia que sai a prévia da contagem desse ano. Chuto uns 74 mil habitantes (1,5% a.a. entre 2000-2007 contra 1,03% entre 1991-2000), e vai ser o suficiente para derrubar essas projeções mecanizadas que não levam em conta fatores outros a não ser aqueles de previsões anteriores. Já diz um professor meu da faculdade: “fazer previsão olhando para trás é igual dirigir um carro olhando pro espelho retrovisor”.

Para outros municípios consultem aqui por favor: IPARDES

Anúncios

Uma resposta

  1. haha concordo

    julho 5, 2007 às 10:57

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s