Estatísticas sobre economia, demografia, geografia e às vezes alguma coisa mais!

Aspectos demográficos do sudoeste: natalidade


Continuando a “série” sobre demografia, hoje o assunto é a natalidade no sudoeste. Esta é uma das variáveis demográficas que mais se alteraram no sudoeste nos últimos trinta anos. Seguindo uma tendência nacional, hoje os número de novos bebes no sudoeste (sem contar microrregião de Palmas) a cada ano é praticamente a metade do que era em 1980. Os motivos são bastante conhecidos – aumento do número de métodos anticoncepecionais, menor número de casamentos, menor interesse em famílias grandes, menor número de habitantes (hoje são 50 mil a menos que em 1980), etc..

Os impactos desta modificação demográfica são bastante claros e perceptíveis. No quesito população, por exemplo, no início dos anos 80 nasciam cerca de 14 mil bebes a cada ano. Hoje nascem cerca de sete mil por ano. Ou seja, a cada dez anos o sudoeste deixou, teoricamente, de crescer setenta mil habitantes, ou cerca de 15% da sua população atual.

Contra esta corrente nada o município de Palmas (oficialmente este município ainda não é sudoeste, deve passar a sê-lo no próximo ano) que observou um aumento exponencial no número de novos bebes nos últimos dois triênios. Tanto que apesar de a população deste município ainda ser pouco mais da metade de Francisco Beltrão ou Pato Branco, já ocorrem mais nascimentos lá do que nas duas cidades maiores. Um contra-senso diante da tendência regional.

Nos gráficos abaixo é possível observar os gráficos de natalidade do sudoeste e mais algumas cidades selecionadas. Atenção: Gráfico de dois eixos. Os municípios alinham-se a escala do lado ESQUERDO, e a região sudoeste, que é a linha tripla, alinha-se com a escala do lado DIREITO.

Clique para ampliar.

Natalidade 2

Anúncios

2 Respostas

  1. Lívia

    Eu acho que já que eu sou uma estudante, e estou consultando este site para um trabalho, sobre natalidade e mortalidade, vocês poderiam colocar o gráfico do país inteiro, e não só do sudoeste.

    *****Isto não é uma crítica é apenas uma sugestão minha.

    Obrigada.

    fevereiro 29, 2008 às 20:32

  2. squibb

    Olá, obrigado por visitar o site.

    Realmente eu não cubro o brasil, mas sugeriria utilizar as estatísticas do registro civil, no seu caso. Lá vc encontrará muitos dos dados que procura. Vá ao site do IBGE, passe o mouse em População, e REGISTRO CIVIL.

    RTC

    março 3, 2008 às 21:42

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s