Estatísticas sobre economia, demografia, geografia e às vezes alguma coisa mais!

Emprego Formal – Outubro/2007


Finalmente estou retomando o blog depois de um tempo de abandono. Para recomeçar, os dados de emprego de Outubro.

FRANCISCO BELTRÃO

Em Outubro o emprego formal de Francisco Beltrão teve expansão de 0,57% sobre o mês anterior. Sobre o mesmo período do ano passado a expansão foi de 6,71, pouco acima da taxa nacional que foi de 5,49% no mesmo período.

O destaque foi o comércio, que já está em ritmo acelerado para o natal, com expansão de 1,58% (no mês) e 8,21% (no ano), resultado bastante expressivo.

No acumulado de 12 meses os destaques são o setor agrícola (+14,3%) e a Construção Civil (+10,7%).

No acumulado do ano o número de empregos gerados é de 998.

PATO BRANCO

Neste ano Pato Branco vem apresentando um resultado melhor que em anos anteriores. No mês de outubro a expansão total no emprego formal foi de 0,80%. Sobre o mesmo mês do ano passado a expansão é de 7,86%.

Os principais destaques do mês foram a Construção Civil (mês: 7,3%) e o Comércio (mês: 1,36%).

No acumulado de 12 meses os destaques são a Administração Pública (+80%) e a Indústria de Transformação (+10%).

No ano de 2007 já são 1.103 empregos gerado.

DOIS VIZINHOS

Em outubro o emprego formal manteve-se estagnado em Dois Vizinhos. A alta foi de apenas 0,07% sobre o mês anterior. Em 12 meses a alta é de 7,1%. Neste ano já foram gerados 459 empregos formais no município.

PALMAS

Palmas apresenta, até aqui, o pior desempenho entre os municípios do Sudoeste constantes das estatísticas.

Em outubro a expansão no município foi de 1,73%. Em 12 meses a alta é de apenas 2,53%. Neste ano já foram gerados 151 empregos formais, com destaque para a agropecuária (ano: +7,9%)

PIB DOS MUNICÍPIOS 2005

Nesta próxima semana o IBGE deve divulgar os resultados do PIB dos municípios para o ano de 2005. A expectativa é que o resultado dos municípios do sudoeste seja negativo. Isto pois, o PIB do Paraná, para o setor primário, apresentou neste mesmo ano queda de quase 10% sobre o ano anterior e o Sudoeste, bastante agrário, é um dos principais contribuintes para a formação do PIB agrícola do Paraná. Isto é o reflexo da grave seca que se abateu sobre a região neste ano.

Em 2005, a título de comparação, tanto Beltrão, quanto Pato Branco apresentaram resultados bastante medíocres na geração de emprego formal, apenas 700 vagas e 300 vagas respectivamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s